DÁ PRA LEVAR A SÉRIO?

 

Campos acerta apoio de Inocêncio à sua campanha

000 - a oposição

 

Deputado diz que governador de Pernambuco acredita que situação política lhe é favorável

 

RECIFE – Apesar de acusar o governo da presidente Dilma Rousseff de ter se tornado uma “geleia” em razão das “alianças políticas conservadoras”, o governador e presidenciável Eduardo Campos (PSB) convocou ao seu gabinete o deputado Inocêncio Oliveira (PR), a quem pediu apoio para a campanha à Presidência e ao candidato que indicar para sucedê-lo no Palácio do Campo das Princesas. Inocêncio é tido como um político de práticas tradicionais e se enquadra no modelo conservador. Plano de governo PSB-Rede critica política atual e defende maior participação popular Em seu discurso mais forte, Eduardo Campos critica o PT e o governo Dilma Inocêncio tem 40 anos de mandatos parlamentares, e seu grupo conta com três deputados estaduais, 41 prefeitos e 225 vereadores. — Conversamos muito e ele está consciente de que vai ganhar a eleição. O momento está muito favorável a ele, que acha que Dilma não está bem, e que os protestos contra o governo podem aumentar perto da Copa do Mundo — disse Inocêncio, que integrou a base do governo Lula, mas, a exemplo do governador de Pernambuco, afastou-se do governo Dilma. — Eu estou com Eduardo para onde ele for. E ele pediu para que eu não me posicione até que decida o nome do candidato ao Palácio do Campo das Princesas para o governo estadual — afirmou o deputado. Inocêncio disse não ver nenhuma contradição entre o discurso do socialista, que preconiza uma “nova política” e a pretendida aliança com forças conservadoras como ele: — Não vejo nada de mais. O governador, em sua campanha para presidente, pode receber o apoio de quem quiser. O que vale é o nosso apoio ao documento que ele fechou com a Rede, e o apoio às suas ideias. É acatar as ideias dele, e quem quiser pode ir, aderir — disse o parlamentar, em seu escritório.*

 

(*) O Globo.

 

Compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone