SEXTA-FEIRA, 28 DE MARÇO DE 2014

CERVERÓ, O HOMEM-BOMBA, AVISA QUE QUER FALAR

000 - homem bomba

Acusado pelo Palácio do Planalto de redigir um “parecer falho” que teria “induzido a erro” a presidenta Dilma Rousseff, no caso da compra superfaturada da velha refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, o ex-diretor Internacional da Petrobras Nestor Ceveró adicionou mais um elemento ao clima de pânico no governo: ele fez chegar a políticos de oposição que tem “todo interesse” de falar aos deputados federais.

O OPERADOR

Cerveró é apontado como o operador do negócio em que a Petrobras pagou US$ 1,180 bilhão por uma refinaria que valia US$ 42,5 milhões. Compartilhar

POÇO DE MÁGOAS

Indicado à diretoria da Petrobras por Delcídio Amaral, Cerveró teria ficado magoado com o senador do PT-MS, que negou ser seu amigo. Compartilhar

PERGUNTA NA REFINARIA

Se não indicou Nestor Cerveró para uma diretoria da Petrobras, como diz, por que o senador Delcídio Amaral (PT-MS) não assinou a CPI? Compartilhar

MEA MAXIMA CULPA

No Congresso, PT e PMDB se dividem entre os que rejeitam a CPI da Petrobras por obediência ao Planalto e os que temem a investigação.*

(*) Diário do Poder

Compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone