A VIÚVA É RICA

Veja o contracheque dos magistrados de Minas

Reportagem do Estadão revelou que 98% dos vencimentos dos juízes do Tribunal de Justiça mineiro ultrapassaram em julho o teto constitucional. O maior salário chegou a R$ 461 mil. Confira aqui o holerite dos juízes e desembargadores da Corte de Minas

 

O RANKING DOS 10 MAIORES

Reportagem do Estadão revelou que 98% dos vencimentos dos juízes do Tribunal de Justiça mineiro ultrapassaram em julho o teto constitucional. O maior salário chegou a R$ 461 mil. Confira aqui o holerite dos juízes e desembargadores da Corte de Minas

COM A PALAVRA, O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MINAS GERAIS

“O vencimento básico (subsídio mensal) no Tribunal de Justiça de Minas Gerais não extrapola o teto legal. A aplicação do limite constitucional (teto) no âmbito do Poder Judiciário é regulamentada pelas Resoluções 13 e 14 do Conselho Nacional de Justiça. Os valores pagos pelo TJMG atendem às disposições legais e a esse limite.

Os valores questionados são individuais e foram pagos eventualmente no mês de julho e significam o pagamento de férias vencidas e não gozadas referentes a períodos anteriores e obedecem ao princípio da eficiência e continuidade do serviço público.

Além disso, houve aposentadoria de outros que, por isso, receberam férias prêmio acumuladas ao longo de sua carreira, na forma da lei.

A disponibilização da tabela de vencimentos mensais encaminhada ao CNJ é regularmente publicada no Portal TJMG, no link transparência. Não é, pois, questão nova e é tratada com tranquilidade funcional por este Tribunal.

Assessoria de Comunicação Institucional TJMG”. /*

(*) Breno Pires, Rafael Moraes Moura e Daniel Bramatti e Cecília Lago – Estadão

Compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone