VEM CHUMBO GROSSO AÍ, TEMER!

Desligamento de irmão de Geddel de fundação do PMDB é um sinal da delação

 

A entourage do Palácio do Planalto tem estranhado o afastamento dos familiares do ex-ministro Geddel Vieira Lima. Afrísio Filho, irmão de Geddel, pediu em julho o desligamento da Fundação Ulysses Guimarães, onde exercia o cargo de tesoureiro.

O outro irmão, Lúcio Vieira Lima, também anda sumido. Desde que o bunker de Geddel foi descoberto, Lúcio não atende nem telefone.

Para auxiliares de Michel Temer, o afastamento é sinal da intenção de Geddel Vieira Lima de iniciar tratativas para uma delação premiada.

Após ter visto frustrada sua tentativa de garantir o silêncio do doleiro Lúcio Funaro, avaliam auxiliares palacianos, Geddel viu como única alternativa contar o que sabe.*

(*) Juliana Braga – O Globo/Coluna Lauro Jardim

Compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone