O QUE VOCÊ ACHA?

Cheira mal…

 
Sei não. Pode ser impressão minha. Mas a história da reforma da casa da filha do presidente Michel Temer, em São Paulo, com dinheiro supostamente de propina, começa a ficar parecida com a história da reforma do triplex do Guarujá e do sítio de Atibaia.

A reforma do tríplex e do sítio foi paga com dinheiro vivo – a da casa da filha de Temer, tudo indica que sim. Um fornecedor de material já confessou que recebeu em dinheiro. Não foi desmentido até aqui.

A OAS e a Odebrecht, beneficiadas durante o governo Lula, pagaram a reforma do tríplex e do sítio. A da casa da filha de Temer foi paga pelo coronel Lima, um faz tudo do presidente, que teria recebido dinheiro do Grupo JBS.

Lima usou sua mulher para repassar dinheiro aos fornecedores de materiais para a obra. Para não deixarem pistas, a OAS e Odebrecht usaram terceiros para fazer a mesma coisa.

Sei não…*

(*) Blog do Ricardo Noblat

Compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone