PICARETA JURAMENTADO

Malta recusa vice de Bolsonaro; general é o escolhido do deputado

General Augusto Heleno é o preferido do deputado para o posto

O senador Magno Malta (PR-ES) não será candidato a vice na chapa de Jair Bolsonaro (PSL-RJ) para a Presidência da República. Em conversa por telefone no início da tarde desta terça, Malta finalmente bateu o martelo: disse a Bolsonaro que vai buscar a reeleição para o Senado.“Ele acha que é mais útil como senador do que como vice. É uma voz a mais nas nossas causas. E está tudo bem, nós já sabíamos que isso poderia acontecer”, disse Bolsonaro a VEJA.

As conversas entre os dois se intensificaram já em 2017, quando o deputado deixou claro que gostaria de ter Malta como seu vice. Mas, para o senador, o risco de trocar uma reeleição certa por uma candidatura de maior risco foi decisivo. Em conversa com Bolsonaro na semana passada, o senador já havia indicado que tendia a optar pela reeleição ao Senado.

O pré-candidato à Presidência pretende decidir nas próximas horas o nome de seu vice. O escolhido é o general Augusto Heleno Pereira, que está filiado ao PRP. Entre os dois, está tudo acertado. Mas ainda é preciso acertar com o partido de Heleno. Embora pequena, a sigla daria doze segundos a mais de TV a Bolsonaro. Sozinho, o PSL lhe garante apenas sete segundos.

A convenção do PSL que oficializará a candidatura de Bolsonaro à Presidência da República está marcada para este domingo. O evento acontecerá em um centro de convenções no Rio de Janeiro.*

(*) Gabriel Castro – veja.com