E NO COVIL GOVERNAMENTAL…

Filho de Bolsonaro desmente Bebianno, que deve pedir demissão do governo

A postagem do filho do presidente, em rede social, foi feita na conta do vereador no Twitter.  Minutos depois, o filho do presidente adicionou um áudio de Bolsonaro se negando a atender uma ligação. E publicou mais uma mensagem: “Não há roupa suja a ser lavada! Apenas a verdade: Bolsonaro não tratou com Bebiano o assunto exposto pelo O Globo como disse que tratou”: pic.twitter.com/pJ4bkvMMGj

DISSE BEBIANNO – Nesta terça-feira, o ministro Bebianno negara que estivesse protagonizando uma crise no governo Bolsonaro e disse que trocou mensagens sobre o caso com o presidente.

Para negar seu desgaste, especialmente após a revelação pela Folha do esquema de candidaturas laranjas do PSL, Bebianno declarou ao jornal O Globo: “Não existe crise nenhuma. Só hoje falei três vezes com o presidente”.

A manifestação pública do filho do presidente da República reforçou o cenário de fritura do ministro, que enfrentou críticas internas após as suspeitas de laranjas nas eleições de 2018 pelo fato de ele ser presidente interino do PSL na época.

PEDE PARA SAIR… – A pressão de Bolsonaro levou Bebianno a cancelar agendas, e aliados do presidente têm dito extraoficialmente esperar que ele peça para sair do governo.

Nesta quarta-feira (13), a Folha revelou que Bebianno liberou R$ 250 mil de verba pública para a campanha de uma ex-assessora, que repassou parte do dinheiro para uma gráfica registrada em endereço de fachada —sem maquinário para impressões em massa.

Anteriormente, após a Folha revelar a suspeita sobre candidatura laranja em Pernambuco, Luciano Bivar, fundador do PSL e atual presidente da legenda, disse que a decisão de repasse de dinheiro para ela era do então presidente nacional do partido —no caso, Bebianno.*

(*) Folha de São Paulo