VANGUARDA DO ATRASO

Cármen Lúcia barra liminar que permitia ‘cura gay’

Resultado de imagem para cura gay - charges

A ministra Cármen Lúcia, do STF, concedeu, nesta quarta-feira, 24, uma liminar cassando a decisão que permitia a prática de reversão sexual, também conhecida como “cura gay “. A decisão da ministra foi tomada no dia 9 de abril e publicada no Diário de Justiça nesta quarta-feira, 24, informou o Blog do Fausto. Cármen Lúcia defende que é papel do STF julgar esse tipo de alteração. Por isso, a decisão do juiz federal Waldemar Claudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal no Distrito Federal, que permitiu o tratamento no fim do ano passado, não seria válida.

Com isso, volta a valer o entendimento do Conselho Federal de Psicologia, que proíbe psicólogos a oferecerem serviços que proponham o tratamento da homossexualidade.*

(*) Coluna Estadão