A GRANDE FAMIGLIA

MPF ingressa com Ação Civil Pública contra a indicação de Eduardo Bolsonaro

Resultado de imagem para eduardo embaixador charges

O Ministério Público Federal em Brasília ingressou, na tarde desta segunda-feira, dia 12, com uma Ação Civil Pública na Justiça Federal, incluindo pedido de liminar para barrar a indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro, do PSL de São Paulo, para o cargo de embaixador do Brasil em Washington.

A ação defende que o governo do Brasil observe critérios para escolher embaixadores que não são da carreira diplomática e que não possuem o reconhecido mérito em atividades diplomáticas, com relevantes serviços na área e pelo menos três anos de experiência em atividades do setor.

REVOGAÇÃO – Caso o indicado não se enquadre nesses pressupostos, o MPF pede que a Justiça revogue a nomeação. E também o partido Cidadania (ex-PPS) é contra essa escolha do presidente e na última sexta-feira ajuizou mandado de segurança coletivo preventivo no Supremo Tribunal Federal, igualmente com solicitação de liminar, objetivando impedir a  indicação, entendendo que se trata de nepotismo.

Segundo uma pesquisa do XP/Inespe,a indicação do deputado Eduardo Bolsonaro é rejeitada por 62% dos brasileiros. Outros 29% aprovam a indicação. Foram ouvidas mil pessoas, por telefone, de 5 a 7 de agosto. A pesquisa tem margem de erro de 3 pontos percentuais.

(*) José Carlos Werneck – Tribuna na Internet