INTERVENÇÃO JÁ!

COLUNA DOS LEITORES DA FOLHA DE SÃO PAULO

14007711

Maranhão

A barbárie que tomou conta de São Luís nos últimos dias e que resultou na morte da menina Ana Clara é o desfecho de uma tragédia anunciada, resultado do somatório de descaso, omissão e malversação de recursos por parte das autoridades do governo. Ao expor as mazelas do Maranhão, a Folha só mostra ao Brasil e ao mundo um pouco da triste e vergonhosa situação que nós, maranhenses, vivenciamos. FREDERICO COSTA E SILVA (São Luís, MA)

– Em “Intervenção já!” (“Opinião”, ontem), Eliane Cantanhêde foi na jugular. Como pode uma família dominar um Estado durante tanto tempo mantendo a miséria de um povo desse jeito? É impressionante como o povo do Maranhão e o resto do país permitiram esse absurdo. ARNALDO VIEIRA DA SILVA (Aracaju, SE)

 

A PROPÓSITO

Sarney - morte  petista   gif

Resposta do lacaio da família Sarney à Folha de SP:

– Impressiona na coluna de Eliane Cantanhêde a desinformação e a paixão política em relação ao Maranhão. Os brasileiros conhecem as mazelas do sistema carcerário do país, e esses problemas existem também no Maranhão. O governo do Estado investe mais de R$ 130 milhões na construção de presídios, reforma e modernização dos já existentes. O Maranhão tem o 16º PIB do Brasil, e o IBGE mostra que crescemos 10,3%, a maior taxa do Nordeste. O vídeo sobre “dissecação”, citado pela jornalista, está no ar há mais de 700 dias. O fato não ocorreu no Maranhão. Não aceitamos a divulgação de inverdades sobre o nosso Estado. JOSÉ ROBERTO COSTA SANTOS, deputado estadual (PMDB-MA) e presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Maranhão

RESPOSTA DA COLUNISTA ELIANE CANTANHÊDE – A descrição e as imagens da reportagem “Presos filmam decapitados no Maranhão” (“Cotidiano”, ontem) e o vídeo veiculado pelo site da Folha falam por si. O vídeo anterior, renegado pelo missivista, foi entregue pelo sindicato dos agentes penitenciários do Maranhão ao Conselho Nacional de Justiça, que o incluiu em relatório de 27 de dezembro de 2013.

– O texto de Eliane Cantanhêde reflete a sua coragem moral. O descalabro da administração do Maranhão, que tem os piores índices sociais do país, demonstra incapacidade de gestão pública. RICARDO MUTRAN (São Paulo, SP)