BOLA NAS COSTAS

Alckmin enfrenta Bolsonaro pela segunda bola


A Sérvia enfrentou o Brasil pela segunda bola. O goleiro e os demais jogadores lançavam a bola sobre a defesa adversária para tirar partido de sua altura superior e beneficiar-se do rebote. Não deu certo.

Uma vez que continua em larga desvantagem nas pesquisas de intenção de voto, Geraldo Alckmin (PSDB), candidato à vaga do presidente Michel Temer, resolveu enfrentar Jair Bolsonaro na base da segunda bola.

Ataca-o com críticas diretas ou indiretas por meio de mensagens e vídeos lançados nas redes sociais. E espera que ele revide. Assim poderá polarizar a campanha com Bolsonaro e – quem sabe? – derrotá-lo.

Esperto, por ora Bolsonaro mata a bola no peito e não a devolve.*

(*) Blog do Ricardo Noblat