E O MALACO NÃO SE EMENDA

Defesa de Lula exige que relator do recurso seja da membro da Segunda Turma

Resultado de imagem para alexandre de moraes

Moraes foi escolhido para relator e a defesa o rejeita

A defesa do ex-presidente Lula afirmou nesta sexta-feira, 29, que sua reclamação deve ser julgada pela Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), reclamando que o  ministro Alexandre de Moraes tenha sido definido como relator do recurso apresentado pelo petista nesta quinta-feira, 28.

“A reclamação deve ser julgada dentro do órgão que teve a sua competência usurpada, que no caso é a Segunda Turma. A lei não deixa qualquer dúvida sobre esse critério de distribuição (CPC, art. 988, parágrafo único). Já pedimos a correção ao ministro Alexandre de Moraes para que novo relator seja sorteado dentro da Segunda Turma e possa apreciar o pedido de liminar com a brevidade que o caso requer”, afirma o advogado Cristiano Zanin Martins.

A reclamação de Lula mira uma decisão do ministro Edson Fachin, que enviou para o plenário, e não à Segunda Turma, o pedido de liberdade do petista. Alexandre é integrante da Primeira Turma do STF, e, em abril, votou para negar o habeas corpus de Lula no plenário da Corte.

O ministro Alexandre de Moraes deverá decidir ainda nesta sexta-feira se aceita a relatoria.*

(*) Julia Affonso
Estadão