VAPT-VUPT

“Um bandido cuja condenação ninguém discute”, diz Carvalhosa sobre Dirceu

Modesto Carvalhosa publicou em suas redes sociais uma resposta ao advogado de José Dirceu, Roberto Podval, que “recebeu com tristeza” a crítica do jurista sobre a decisão da Segunda Turma do STF de soltar o petista.

“Modesto Carvalhosa,

Com tristeza recebi uma mensagem onde o senhor critica de forma grosseira alguns ministros do STF por terem libertado meu cliente José Dirceu, (dentre outros). É lamentável ouvir de um jurista críticas absolutamente desconexas, equivocadas e típicas de quem fala sobre um processo que não conhece. Infelizmente, ao que parece, seus anseios políticos – pessoais – cegaram o jurista de outrora. É uma lástima.”
Eis a resposta de Carvalhosa:

“Caro colega Podval,

Não tinha conhecimento de que você havia sucedido o Dias Toffoli como advogado do José Dirceu.

Seu atual cliente ao ser um dos mais notórios corruptos do país, reincidente específico, traiu toda uma geração que lutou contra a ditadura militar, na qual me incluo, e que hoje se envergonha de ter sido por ele liderada. Trata-se de um bandido cuja justa condenação ninguém discute. Apenas se questiona a questão da dosimetria da pena.

Permita-me informá-lo que não tenho pretenções políticas, não sou filiado a nenhum partido e apenas luto, como cidadão, no combate aos nefandos corruptos que destruíram o nosso país.

Um abraço,

Modesto Carvalhosa”.*

(*) O Antagonista