PODE ISSO, ARNALDO?

Bolsonaro não levou Guedes e Araújo ao Japão, mas o filho Eduardo está na comitiva

Matéria de Ana Kruger, Carla Araújo e Fabio Murakawa, na edição de ontem do Valor, destacou que em sua viagem à reunião do G-20 no Japão o presidente Jair Bolsonaro não levou os ministros Paulo Guedes e Ernesto Araújo.

A omissão enfraquece principalmente o Ministro Paulo Guedes, que já vinha revelando sinais de enfraquecimento junto ao Palácio do Planalto.

O outro ministro, Ernesto Araújo, é fraco pela própria natureza. Na viagem, foi substituído pelo “chanceler informal”, deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).E o presidente levou também o amigo Filipe Martins, assessor internacional da Presidência; o assessor Arthur Weintraub, que colabora no Planalto; Carlos França, chefe do cerimonial da Presidência; e o deputado federal Helio Lopes (PSL-RJ).

Nesses anos todos de política, jamais vi tamanho desprezo aos ministros. É preocupante.*

(*) Pedro do Coutto – Tribuna na Internet