MUDOU LULA OU MUDOU O NATAL?

Lula muda de ideia e passa a aceitar a progressão de pena, mas exige que seja regime aberto

A defesa de Lula apresenta nesta sexta-feira (dia 18) sua resposta à possibilidade de progredir para o regime semiaberto. O ex-presidente não aceita nem mesmo sair da prisão para ficar em casa tendo horário para voltar, uma das medidas mais comuns para presos que estão em situação semelhante, no chamado regime semiaberto, em que o preso dorme na cadeia ou em abrigo.

E o Supremo Tribunal Federal arquivou o caso do desembargador federal Rogerio Favreto, que num plantão de domingo no Tribunal Federal de Recursos da 4 ª Região deu uma liminar para que Lula fosse solto no ano passado. O magistrado era acusado de prevaricação.

“Para além de constatar a inegável instabilidade gerada pelo ato no caso concreto, o magistrado é livre para julgar conforme seu convencimento, desde que o faça fundamentadamente”, escreveu o ministro Luís Roberto Barroso em seu voto, que motivou o arquivamento da denúncia.*

(*) Mônica Bergamo
Folhade São Paulo