AGORA TODOS SÃO SANTOS…

DEM e PDT estão a caminho de aliança no Nordeste para estas eleições municipais

Resultado de imagem para acordos politicos - charges

Apesar do atual cenário de polarização política, direita e esquerda caminham para fechar uma importante aliança eleitoral no Nordeste: DEM e PDT devem compartilhar palanques nas eleições municipais deste ano em três capitais estratégicas: Salvador (BA), Fortaleza (CE) e São Luís (MA). O presidente nacional do Democratas e prefeito da capital baiana, ACM Neto, participou diretamente das costuras. A interlocutores, ele disse acreditar que a campanha eleitoral será focada em temas ligados à pauta das cidades, distante da nacionalização dos debates.

A parceria foi costurada em jantar em São Paulo no fim do ano passado entre Neto, Rodrigo Maia e Elmar Nascimento, pelo DEM, e Ciro Gomes, Carlos Lupi e André Figueiredo, pelo PDT.

Mas há problemas. Em Salvador, mesmo Neto tendo lançado seu vice, Bruno Reis (DEM), como candidato, o secretário de Saúde, Leo Prates (PDT), ainda sonha com a prefeitura.

CONCILIAÇÃO – O movimento, segundo interlocutores dos dois partidos, é visto como uma tentativa para emplacar Prates como vice de Reis. De toda forma, os dois lados dão como certo que estarão juntos. Enquanto isso, a oposição petista na capital baiana tem nove pré-candidatos…

No Rio, mesmo que o DEM lance Eduardo Paes e o PDT, Martha Rocha, a ideia é estar juntos no segundo turno.

Em Fortaleza, apesar das tentativas do governador Camilo Santana (PT-CE), o mais provável é que o PDT do atual prefeito Roberto Cláudio continue aliado ao DEM, que hoje tem a vice-prefeitura na capital cearense. A decisão sairá nos 45 do segundo tempo.

FELIZ ANIVERSÁRIO – No Rio Grande do Sul, o MDB vai homenagear os 90 anos de Pedro Simon com um ato em Capão da Canoa, palco em 1984 de uma das mais expressivas mobilizações pela campanha das Diretas-Já na Região Sul do País.

O ex-senador faz aniversário dia 31 deste mês. O ato está marcado para ocorrer no dia 1.º de fevereiro.

ADEUS –  A Itaipu Binacional vai fechar definitivamente seu escritório em Curitiba nesta sexta-feira. Os 97 empregados do local já foram remanejados para Foz do Iguaçu, sede da usina. O processo de encerramento começou em julho e está a cargo do diretor da empresa, o ex-ministro da Defesa Joaquim Silva e Luna.

O fechamento do escritório faz parte de uma política de enxugamento dos gastos e ampliação dos investimentos da empresa conduzida por Luna, que é general do Exército.

A namorada do ex-presidente Lula, Rosângela da Silva, a Janja, se desligou oficialmente de Itaipu em 2 de janeiro após demissão negociada. Ela atuava justamente no escritório de Curitiba, como socióloga.*

(*) Estadão