GENOCÍDIO

STF decide obrigar governo Bolsonaro a adotar medidas contra Covid entre índios

Ministros divergiram, porém, se o Supremo deve impor prazo para retirada de invasores em aldeias

 

Brum on Twitter: "Charge da Tribuna do Norte #brum #charge ...

O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu por unanimidade nesta quarta-feira (5) referendar a decisão do ministro Luís Roberto Barroso de obrigar o governo Jair Bolsonaro a adotar diversas medidas para conter o avanço do coronavírus na população indígena.

O Supremo determinou que o Executivo crie barreiras sanitárias para aldeias em isolamento. Para os locais nos quais os índios mantêm contato com invasores, o governo deverá elaborar um plano de retirada de ocupantes ilegais das áreas protegidas. ​

Todos os ministros presentes defenderam a manutenção da decisão liminar (provisória) de Barroso de 8 de julho. Os ministros Celso de Mello e Cármen Lúcia não participaram do julgamento.(…) *

(*) Matheus Teixeira – Brasília -Folha de SP

 

A PROPÓSITO

Cacique Aritana Yawalapiti morre em hospital de Goiânia vítima de Covid-19

Yawalapiti era líder do Alto Xingu e ficou conhecido por defender direitos dos povos indígenas e por lutar pela proteção da Amazônia

Cacique Aritana Yawalapiti

Morreu em Goiânia nesta quarta-feira, 5, o cacique Aritana Yawalapiti, uma das lideranças indígenas mais influentes do Brasil, por complicações respiratórias causadas pelo novo coronavírus.

“Sua morte está confirmada”, disse à AFP Iano Yawalapiti, sobrinho do líder do Alto Xingu (Mato Grosso), conhecido por defender os direitos indígenas e proteger a Amazônia.*

(*) Luiz Phillipe Araújo – Jornal Opção – Goiânia