GOVERNO GENOCIDA

Manaus poderá importar oxigênio da Venezuela

Principal fornecedora de oxigênio para a rede hospitalar do Amazonas, a White Martins tenta importar oxigênio da Venezuela para abastecer Manaus, informa a Folha de São Paulo.

A demanda do governo estadual é três vezes superior à capacidade de produção das fornecedoras. São necessários 76 mil metros cúbicos por dia.

A White Martins, a Carbox e a Nitron só conseguem entregar 28,2 mil metros cúbicos por dia. Hoje, a FAB entregou apenas 22 mil.