BOLSONARISTA HOMOFÓBICO (PLEONASMO)

Time de vôlei afasta Maurício Souza por comentários homofóbicos

Após pressão de patrocinadores, Minas Tênis Clube afastou jogador por tempo indeterminado e pediu ‘retratação pública imediata

A diretoria do time masculino de vôlei do Minas Tênis Clube decidiu afastar temporariamente o jogador Maurício Souza , em razão da pressão de patrocinadores após ele ter feito comentários homofóbicos em suas redes sociais, registra o Estadão.

Em comunicado, o clube afirmou que seu presidente, Ricardo Vieira Santiago, se reuniu com Maurício na tarde desta terça-feira (26) para comunicar seu afastamento “por tempo indeterminado”“O atleta também recebeu uma multa e foi orientado a fazer uma retratação pública imediata”, informou a nota —a retratação ainda não aconteceu.

O Minas Tênis disse ainda que “não aceita e não aceitará manifestações intolerantes de qualquer forma” e prometeu intensificar “campanhas internas em prol da diversidade, respeito e união”.

A polêmica mais recente com Maurício, apoiador de Jair Bolsonaro, começou quando o jogador, campeão olímpico com o Brasil em 2016, condenou a editora DC Comics por revelar que a nova versão do Super-Homem será bissexual.

“Hoje em dia o certo é errado, e o errado é certo… Não se depender de mim. Se tem que escolher um lado, eu fico do lado que eu acho certo! Fico com minhas crenças, valores e ideias. ‘Ah, é só um desenho, não é nada demais’. Vai nessa que vai ver onde vamos parar”, escreveu.

Depois disso, os dois patrocinadores do Minas Tênis, Fiat e Gerdau, divulgaram notas oficiais repudiando os comentários do jogador. O posicionamento pressionou o clube a adotar medidas mais duras. *

(**) O Antagonista

PIADA PRONTA

Moraes nega transferência de Roberto Jefferson a hospital particular

Deu ruim pro Roberto Jefferson | Humor Político – Rir pra não chorar

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, negou o pedido de transferência do ex-deputado Roberto Jefferson para um hospital particular no Rio de Janeiro. O político aliado do presidente Jair Bolsonaro está preso em Bangu 8, acusado de integrar milícias digitais que promovem ataques às instituições.

No último fim de semana, o ex-deputado e presidente licenciado do PTB pediu atendimento hospitalar depois de se queixar de dores na lombar. Moraes autorizou que médicos particulares indicados pela defesa de Jefferson possam avaliá-lo no presídio, mas negou sua transferência para o hospital.

Segundo o ministro, o hospital penitenciário tem “plena capacidade em fornecer o tratamento adequado a Jefferson” e não há comprovação de que seu estado de saúde exija nova saída do presídio. Jefferson voltou para a prisão no último dia 13, após terminar tratamento médico na unidade particular. Ele foi preso em agosto, por decisão de Moraes.*

(**) REDAÇÃO CRUSOÉ

DA SÉRIE “EU NÃO SABIA”

O que poderá fazer Sergio Moro em 2022 depois de embolsar uma fortuna

Fará o que quiser, inclusive nada

 

Gente que conversou com Sergio Moro nas últimas semanas diz que o ex-juiz poderá ser candidato a presidente da República no próximo ano. Ou a vice de algum candidato da terceira via, se houver terceira via. Ou a uma vaga no Senado por Santa Catarina. Ou a uma vaga no Senado por São Paulo. Ou não será candidato a nada.

mulher dele, advogada, que antes era contra que o marido fosse candidato a qualquer coisa, agora é a favor. E não teme que ele vire alvo de pancadaria de Lula e de Bolsonaro. Candidato ou não, ele será alvo, sim, de pancadaria dos dois. Candidato, de preferência a presidente, poderá pelo menos se defender e atacar.

Mas se Moro preferir ficar de fora das eleições, não terá mais com o que se preocupar na hora de pagar suas contas. O que ganhou como membro de um dos maiores escritórios de advocacia dos Estados Unidos bastou para assegurar-lhe, e à família, um futuro tranquilo. De resto, a mulher é bem-sucedida em sua profissão.

Este é o ponto da situação de Moro, que no final de 2018 aceitou ser ministro da Justiça de Jair Bolsonaro, acreditando que mais tarde ganharia uma vaga no Supremo Tribunal Federal. Caiu no conto do ex-capitão depois de tê-lo ajudado a se eleger presidente. Moro não gosta de lembrar disso. Foi seu maior erro.*

(**) Ricardo Noblat – Metrópoles

KINDER OVO

Corregedor do TSE promete “surpresa” em julgamento de Bolsonaro-Mourão

Voto do ministro Luis Felipe Salomão é um dos mais esperados, porque foi ele o responsável por conduzir a apuração no tribunal

O corregedor do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luis Felipe Salomão, tem prometido a outros integrantes da Corte uma “surpresa” em seu voto no julgamento das ações que pedem a cassação da chapa Jair Bolsonaro-Hamilton Mourão. O julgamento começará na noite desta terça-feira (26/10).

O voto de Salomão é um dos mais esperados, porque o corregedor foi o responsável por conduzir a apuração no tribunal. O ministro não tem antecipado detalhes, mas até mesmo a defesa de Jair Bolsonaro já espera que o corregedor profira um voto cheio de “recados” ao presidente da República.

Outros ministros do TSE ouvidos pela coluna afirmam que Salomão não deu pistas sobre qual seria a surpresa. A aposta da cúpula da Corte, porém, é de que qualquer que seja ela, o julgamento terminará ainda nesta semana, para que Salomão participe de todo o processo. O ministro deixará o tribunal na sexta-feira (29/10).

Com a previsão de concluir a análise das ações nessa semana, pelo menos uma opção de “surpresa” pode, em tese, ser descartada: a de uma possível reabertura de prazo para instrução. Se o prazo fosse reaberto, o julgamento não poderia ser concluído nesta semana.

Há quem aposte que a surpresa pode estar ligada ao inquérito que apura os ataques às urnas eletrônicas feitas por Bolsonaro em uma live. Nesta segunda-feira (25/10), Salomão pediu ao presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, o compartilhamento das provas do inquérito das fake news com a apuração sobre as urnas.*

(**) Igor Gadelha – Metrópole

MAIS UM ARRUACEIRO EM CANA

Líder caminhoneiro Zé Trovão se entrega à PF após dois meses foragido

Bolsonarista Marcos Antônio Pereira Gomes teve prisão decretada por incitar violência e atos antidemocráticos nas manifestações de 7 de setembro

 

Zé Trovão havia fugido para o México e se entregou à Polícia Federal, nesta terça-feira, em Joinville
(foto: Reprodução/Redes Sociais)

O caminhoneiro bolsonarista Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão , retornou ao Brasil e se entregou à Polícia Federal , nesta terça-feira (26/10), em Joinville (SC). Ele foi alvo de uma ordem de prisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes , decretada no início de setembro, por incitar violência e atos antidemocráticos nas manifestações de 7 de setembro. Trovão estava foragido há dois meses.

O bolsonarista teria viajado do México para o Peru na semana passada com o objetivo de retornar para o Brasil. De lá, ele teria chegado ao Brasil no último final de semana, onde ficou escondido alguns dias com sua família, até se entregar hoje.*

(**) Luana Patriolino – Correio Braziliense

UM COMPLETO BILTRE

Para a Aids existe tratamento. Para Bolsonaro, não. É um caso perdido

Quando vilania, ignorância, desinformação, negacionismo, mau caratismo e burrice se encontram

 

Pode ser uma ilustração

 

Jair Bolsonaro, o verdugo do Planalto, cada vez mais negacionista, mau caráter e muito burro, conseguiu descer mais um degrau rumo ao cocho moral e intelectual que permeia sua existência medícocre.

Em seu ‘freak show’, aquela porcaria a que chama de ‘live’, da semana passada, o devoto da cloroquina, para não variar, citando uma notícia falsa, disse que vacinas estão antecipando a Aids nas pessoas.

– Facebook retira do ar live em que Bolsonaro relacionou Aids a vacina da COVID

Sim. Eu juro! Parece mentira, eu sei. Mesmo para um traste mentiroso, ignorante e beócio como é Jair Bolsonaro, mas ele disse: ‘as pessoas totalmente vacinadas estão adquirindo Aids antes do previsto’.

Se o estudo que citou fosse verdadeiro, o conteúdo, obviamente, não seria. Como seria possível uma vacina causar ou ‘antecipar’ o contágio de uma doença que se adquire através de sangue contaminado?

O que diabos significa ‘adquirindo Aids antes do previsto’? Há uma previsão para que se contraia uma doença virótica? ‘Michelle iria pegar Aids em 17 de junho de 2027, mas tomou a vacina e pegou essa semana’.

– Leia: Dados britânicos não provam que vacinas anticovid destroem o sistema imunológico ou causam Aids

Percebem o tamanho da burrice, da incapacidade mínima de discernimento deste idiota? É tão obtuso, que até para mentir é incompetente. Bolsonaro mistura tudo: vilania, ignorância, desinformação, negacionismo, mau caratismo.O

A CPI já o denunciou por falas assim. Espero que a Justiça o condene com todo o rigor, pois certamente há muitos imbecis que acreditam nessas coisas e acabam ou morrendo ou contaminando outras pessoas. A Aids, graças à medicina e à Ciência, tem tratamento. Bolsonaro, não. Burrice e safadeza são incuráveis.*

(**) Ricardo Kertzman – Estado de Minas

OUTRO ‘GENERAL CLOROQUINISTA’ EM CANA

STF nega por unanimidade habeas corpus a Roberto Jefferson

Presidente do PTB está detido desde agosto; Jefferson voltou a atacar Alexandre de Moraes, que ordenou sua prisão

 

Roberto Jefferson

Reprodução/Redes sociais

O plenário do STF negou, por unanimidade, um pedido de habeas corpus do ex-deputado Roberto Jefferson. O julgamento virtual terminou na última sexta-feira (22/10) e foi publicado nesta segunda-feira (25/10). O presidente do PTB está preso desde 13 de agosto, suspeito de integrar uma organização criminosa digital para atacar a democracia.Responsável pela ordem de prisão de Jefferson, o ministro Alexandre de Moraes declarou-se impedido e não participou do julgamento. Todos os outros ministros votaram por rejeitar o pedido da defesa, a começar pelo relator, o ministro Edson Fachin.

Mais cedo, a coluna mostrou que Jefferson voltou a atacar Moraes. Citando a mulher do ministro, a advogada Viviane de Moraes, o ex-deputado pregou novamente uma “maldição sobre os perversos” contra o ministro, referindo-se a um trecho da Bíblia. Desde o último sábado (23/10), Jefferson está internado no hospital da prisão Bangu 8, no Rio de Janeiro.*

(**) Eduardo Barretto – Metrópoles

“SE GRITAR, PEGA CENTRÃO”

Partidos mudam nome, mas mantêm governismo quem quer que esteja no Planalto

 

Oito anos depois das “jornadas de junho” e quase seis do epicentro da Lava Jato, partidos forçados pelo desgaste a trocar de nome e de logomarca confirmaram as suspeitas de muitos: na prática, nada mudou, o que continua imperando é o fisiologismo travestido de governismo. De 2017 para cá, ao menos 11 deles pediram autorização do TSE para trocar de nome. Na Câmara, antes do banho de loja, os antigos PRB, PEN e PTN, votaram majoritariamente com os governos Lula, Dilma e Temer. O comportamento governista se manteve com Jair Bolsonaro, chegando a um alinhamento de 93%, 95% e 81%, respectivamente, porém, agora, eles se autodenominam Republicanos, Patriota e Podemos.

LÁ E CÁ. Sem falar no PP, atual Progressistas, que foi linha auxiliar do governo Lula (PT) na operação do mensalão e hoje está entre os parceiros prioritários de Bolsonaro no orçamento secreto.*

(**) Coluna do Estadão